Notícias

26set

Horário das refeições pode influenciar na qualidade de vida, diz estudo

O corpo humano pode funcionar melhor quando os hábitos alimentares estão alinhados ao ritmo do relógio biológico (chamado de ritmo circadiano), afirma um estudo do Instituto Salk, em Dallas, nos Estados Unidos.

Isso significaria limitar a alimentação às primeiras oito a dez horas em que se está acordado, para dar ao corpo tempo suficiente de digerir a comida, descansar e se recuperar.

Segundo os pesquisadores, assim como há um momento ideal nas 24 horas do dia para dormir, haveria um momento ideal para comer, estudar e fazer atividade física, considerando que hormônios, enzimas e outras substâncias químicas aumentam e diminuem em determinados momentos.

Assim, quando paramos de comer, as toxinas do ambiente e dos alimentos são eliminadas, os níveis de colesterol são reduzidos, os músculos, a pele, o revestimento do intestino e até mesmo o DNA são reparados. Continuar comendo após essa janela de oito a dez horas afetaria esses processos, pois faz com que o corpo passe a focar na digestão e no processamento de nutrientes.
 

FONTE:
BBC Brasil

REDAÇÃO:
Prática
 

Enviar por email O preenchimento do nome é obrigatório. O preenchimento do email é obrigatório. O preenchimento do nome do destinatário é obrigatório. O preenchimento do email do destinatário é obrigatório.

Obrigado! Seu email foi enviado.

Fechar