Notícias

15ago

Consumo diário de castanhas e outras oleaginosas pode prevenir contra doenças graves

Um estudo realizado pelo Imperial College London, na Inglaterra, e pela Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia concluiu que comer aproximadamente 30 gramas de castanhas, amêndoas, avelãs, pistaches ou outras oleaginosas está ligado a uma probabilidade 22% menor de ocorrência de mortes prematuras por diversas doenças. A porção é equivalente a cerca de um punhado desses alimentos por dia.

O impacto das nuts em condições potencialmente letais foi avaliado através de uma revisão de 29 pesquisas, totalizando mais de 819 mil pessoas avaliadas. Os cientistas descobriram uma associação entre o consumo diário de oleaginosas e um risco menor de -21% para doenças cardiovasculars, -7% em derrames, -15% quanto ao câncer, -39% de mortalidade por doença respiratória, -52% de mortalidade por diabetes, -35% por males como Alzheimer, -75% por infecções e -73% por problema renal.

As nuts teriam condições de minimizar os processos de inflamação e de oxidação de moléculas do organismo. Isso por reunir gorduras insaturadas, proteínas, fibras e antioxidantes. Também são fontes das vitaminas E e do complexo B, e de minerais como zinco, potássio, manganês, ferro, cobre e selênio.

 

Redação:
Prática
Conteúdo | Comunicação | Relacionamento

Com informações de:
Revista Saúde é Vital
Enviar por email O preenchimento do nome é obrigatório. O preenchimento do email é obrigatório. O preenchimento do nome do destinatário é obrigatório. O preenchimento do email do destinatário é obrigatório.

Obrigado! Seu email foi enviado.

Fechar